6.24.2014

Blood Diary (O Diário do Sangue) - Capítulo 1


Querido diário...

As coisas estão bem difíceis hoje em dia, Louis completou seu milésimo aniversário ontem e seus pais não vieram... estou muito cansada de viver as coisas sempre do mesmo jeito, espero não ter ferido ninguém com essa escolha, me formei da faculdade há 5 anos... Não escolhi um bom futuro. estou escrevendo isto no "quarto do pânico", porque denovo estão nos caçando. Tara não está mais conosco, sequestraram-a. Eu e Louis vamos tentar trazê-la devolta.

Ninguém entende nada do que eu escrevo, pra isso, vou ter que recapitular tudo...


31 de janeiro de 1984

É o meu primeiro dia na faculdade. Estou alegre? Provavelmente não. Mal quero ver minha companheira de quarto, sempre pego as piores pessoas pra dividir o quarto.


Rose entra no quarto.

-Olá? - coloco a minha mochila em uma das camas que não tem nada.
-Oh, Oi! - Uma menina sai do banheiro.
-Sou Rose, Rose Betler.
-Sou Bethany, Bethany Benson.
-Então você deve ser a minha companheira de quarto!
-Sim, sou! - falou colocando suas roupas no closet.
-Vou tirar as roupas das malas, tem muita coisa pra tirar!
-Tudo bem, se não tiver ninguém na hora do almoço, pode se sentar comigo.
-Obrigado... - fui colocando algumas roupas em cabides que haviam sobrado.


Na hora do almoço, todos sentaram em mesas, Rose e Bethany foram colocando suas bandejas nas mesas que iam sentar.

-A comida daqui é boa? - Falei apreciando aquela comida quase asquerosa.
-Mais ou menos, sexta feira tem mousse de chocolate!
-Quem é aquele cara na mesa da direita?
-Louis Tomlinson, o "adorador  de ninguém"
-Como assim? - falei com purê de batata na boca.
-Todos os meninos da escola se interessam por alguém, mas Louis nunca gostou de ninguém. Ele é muito sozinho.
-Ele está me encarando. - disfarcei e fingi que não estava vendo ele.
-Não se preocupe, ele é esquisito de vez em quando.
-Tuudo bem...

Andando no corredor depois do almoço, Rose derruba seus cadernos e livros.

-Tome cuidado da próxima vez. - Falou ele pegando alguns livros.
-Sou Rose, Betler.
-Louis Tomlinson.
-Prazer em te conhecer.
-O prazer é todo meu. - Me olhou com um sorriso que penetra na alma.
-hehe...
-Você deve ser a companheira de quarto da Bethany.
-Sim, eu sou.
-Tome cuidado com essa garota.
-A o que você se refere?
-Nada, esquece.

Rose entrou na sala do professor Caleb, de física, ela tinha que fazer um par, e todos estavam cheios, só sobrou Louis.

-Não tem problema eu me sentar aqui não é?
-Nenhum, - Cedeu a cadeira em que estava sentado.
-Por que você fica me olhando?
-Não sei, dá vontade.
-Vou pegar o livro.
-Não, deixe que eu pego.
-Não precisa.

Os dois pegaram o livro juntos e as mãos se juntaram.

-Sua mão é fria, muito fria. - falei com a mão esfregando a outra.
-Não costumo pegar muito sol.
-Isso não é motivo para a sua mão ser fria.
-Gosto de deixá-la fria.



-Melhor fazermos essa lição rápido. Vamos ficar atrasados.
-Concordo com você, vamos fazer isso logo.

Rose sentiu sede a noite, e saiu de seu quarto para ir a cozinha. De repente ela sente algo nas suas costas.

-Quem é você?
-Não esquenta, sou eu.
-Louis?
-Sim.
-Você me matou de susto! O que faz aqui?
-Não consigo dormir, vim procurar alguém pra... conversar.
-Eu também não, acho que vamos nos entender bem (risos)...
-Parece que eu já te vi fora da faculdade.
-Deve ter me encontrado na rua, eu saía muito.
-Você não tem amigos, ou algum companheiro de quarto?
-Não, eu durmo sozinho. Não gosto de companheiros de quarto.
-Parece que ás vezes, você me persegue.
-Não, claro que não.  - deu uma risada sarcástica.

Louis some e Rose vê uma pessoa sentada na mesa.

L: CORRE !
R: Pra quê?
L: CORRE LOGO!
R: Não há nada para se preocupar, estou na faculdade.
L: PORFAVOR! - as luzes se apagam.
R: ESTÁ ESCURO,NÃO ENXERGO NADA!
L: Melhor você sair, não tem ninguém que você quer aqui.
?: Sua namoradinha merece não é?
L: Ela não é minha namorada.
R: Quem é esse?
L: Saia daqui agora!
?: Qualquer dia eu venho te buscar Louis. - essa pessoa sumiu.

-Quem era esse?
-Melhor não falar sobre isso.
-Por que ele quer te pegar? e por que ele me chamou de sua "namoradinha"?
-Pare de me fazer perguntas. Não foi nada.
-Estou sonhando, só pode ser.
-Claro que está.
-Melhor você ir dormir agora. - Sorriu e mostrou seus enormes caninos.



-Seus caninos são grandes ...
-Genético. Minha família é toda assim.
-Bom, agora que eu acendi as luzes e já posso enxergar denovo, vou dormir.
-Boa noite.
-Boa noite.


Continua... 
Você quer que eu continue? deixe nos comentários!

4 comentários:

  1. Continua ;)
    xoxo Duda

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já vou começar a escrever o próximo capítulo!
      Que bom que gostou.

      Excluir
  2. Bom, o parágrafo em mais de 10 palavras.
    Só uma dica
    1* Evite colocar as iniciais dos nomes das pessoas nas falas. Vc pode usar assim: ´´- Boa Noite - digo me afastando dele´´
    Continua, quero saber o que vai acontecer.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu coloco iniciais ás vezes quando mais de 2 pessoas falam, mas eu vou tentar fazer a sua dica!
      Beijos!

      Excluir